Você está na cidade de:

BABILÔNIA TROPICAL – A NOSTALGIA DO AÇÚCAR

CCBB São Paulo estreia o espetáculo teatral Babilônia Tropical – A Nostalgia do Açúcar

Um bilhete escrito por uma mulher em Pernambuco no início do século XVII está guardado até hoje no
Arquivo Nacional dos Países Baixos. Nele, Anna Paes, uma dona de engenho descendente de portugueses, presenteia Maurício de Nassau com seis caixas de açúcar branco, assim que ele chega para governar o que era na época o Brasil holandês, em 1637. A vida dessa mulher se torna objeto de investigação de um grupo de artistas de teatro. Mas, conforme os intérpretes investigam o contexto em que esse bilhete foi escrito, emergem questões de classe, gênero e raça, revelando que o passado talvez não esteja tão remoto assim.

Ficha Técnica:

Idealização, concepção e direção geral: Marcos Damigo
Concepção e direção de produção: Gabriel Bortolini
Dramaturgia: Ermi Panzo e Marcos Damigo
Elenco: Carol Duarte, Jamile Cazumbá, Ermi Panzo e Leonardo Ventura
Interlocução artística: Lúcia Bronstein e Sol Miranda
Direção musical, composição e música ao vivo: Adriano Salhab
Direção de arte: Simone Mina
Iluminação: Wagner Pinto
Preparação vocal e consultoria artística e dramatúrgica: Glaucia Verena
Preparação corporal: Pat Bergantin
Consultoria histórica: Daniel Breda
Programação visual: Rafa Saraiva e Mila Cavalcanti
Direção de fotografia: Coletivo Corpo Sobre Tela/Ricardo Aleixo e Julia Zakia
Montagem e finalização de cor: Coletivo Corpo Sobre Tela
Vídeo engenho em chamas: Rafael Tenório
coordenação de redes sociais: Luiz Schiavinato Valente
Design para redes sociais: Mayara Santana e Rafael Tenório
Assistência de direção: Jackeline Stefanski Bernardes e Ví Silva
Assistência de produção: Luiz Schiavinato Valente e Ví Silva
Assistência de direção de arte: Rick Nagash
Assistência de cenografia: Vinicius Cardoso
Assistência de figurino e adereços: Amanda Pilla B e Hellige Sant’Anna
Assistência de iluminação: Carina Tavares
Cenotécnica cenário: Wanderley Wagner e Fernando Zimolo
Cenotécnica filmagem: Mauro José da Silva e Matheus Kaue Justino da Silva
Cabeleireira elenco: Vivona
Making off: Julia Zakia
Câmera adicional making off: Luiza Zakia Leblanc

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 06/10/2023 até 19/11/2023

Dias

qui 19h, sex 19h, sáb 17h, dom/fer (12/10 e 02/11) 17h

Duração

80 minutos

Valor

R$30 (inteira) / R$15 (meia)

Região

Centro / São Paulo

Teatro / Espaço

CCBB SP- Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo
R. Álvares Penteado, 112, Centro Histórico de São Paulo, São Paulo/SP - 01012000

Estacionamento

Rua da Consolação, 228

Cafeteria

Sim

Telefone

(11) 4297-0600

E-mail

ccbbsp@bb.com.br

14

Classificação indicativa

Não apropriado para menores de 14 anos

Galeria de fotos
Fotos por Luiza Palhares,
Compartilhar em

Você pode se interessar

SRA. KLEIN

As histórias familiares da psicanalista austríaca Melanie Klein (1882-1960) exercem fascínio no mundo todo e a peça já foi encenada no Brasil duas vezes — nos anos 1990, com Ana Lúcia Torre, e, em 2003, com Nathália Timberg à frente do elenco, ambas sob a direção de Eduardo Tolentino de Araújo. Foi ao assistir à segunda montagem de Tolentino que Ana Beatriz Nogueira desejou pela primeira vez viver a personagem-título. Vivida agora por Fernanda Vasconcellos, a personagem Melitta, filha de Klein, expõe os conflitos entre mãe e filha, o fio condutor do espetáculo. Neste recorte, ambas as personagens precisam encarar a morte de Hans, o filho/irmão mais novo que acaba de morrer.

de 04/05/2024 a 30/06/202494 minà partir de R$ 80Em cartaz
  • Sábado21h
  • Domingo19h
Teatro Bravos - Complexo Aché Cultural

JOANA E O PRÍNCIPE SILENCIOSO

O Espetáculo é um jogo de histórias dentro de histórias. Duas Andarilhas contam a aventura de Joana - uma jovem de um reino distante - que aceita o grande desafio de tirar o Príncipe de seu profundo silêncio, algo que nenhuma pessoa daquele lugar conseguiu. Para ajudar a enfrentar este problema Joana recebe de sua Avó saberes em forma de histórias. Então, enche sua mala com lembranças, contos e fantasias e parte decidida a fazer o Príncipe falar, e libertar o reino daquela profunda tristeza.

de 25/05/2024 a 20/07/202460 minà partir de R$ 10Em cartaz
  • Sábado11h
Teatro Anchieta - Sesc Consolação

BÓRIS NÃO ESTÁ PRONTO

Bóris não é um indivíduo, Bóris não é um personagem, Bóris não é uma pessoa. Boris é o nome que encontramos para batizar todos os homens. Bóris é a síntese da masculinidade, um ser inacabado. O fato de 'não estar pronto' marca a esperança e seu caráter histórico, marca sua precariedade e errância. Esta negação dirige-se a possível interlocução que espera ou vaticina a finitude da masculinidade como algo rotulável e estanque. Não se trata de exaltação ou condenação, mas do mergulho humanizador nas crostas brutalizadas e, ao mesmo tempo, frágeis do mundo dos homens. “Bóris” é um vir a ser, algo em movimento, em busca de um encontro. Quatro atores se dividem em cena para apresentar fragmentos de situações exemplares da construção do ser homem, do imaginário e da cultura machista. Com foco nas fragilidades do homem, na tortura do machismo sobre a masculinidade e nas consequências da perpetuação desta mazela social e histórica, a peça se ampara na forma lírica e épica. Abre mão de personagens fixos e opta pela profusão de tipos que compõem um mosaico do macho.

de 07/06/2024 a 06/07/202465 minGratuitoEm breve
  • Sexta20h
  • Sábado20h
CDC Vento Leste

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.