Você está na cidade de:

COLOR PIEL

7a. edição do Festival Internacional de Teatro de grupo Knots.Nudos.Nós EDIÇÃO KILOMBO

“Color Piel” é uma envolvente obra de dança africana que dialoga sobre a percepção da pele. Esta peça, fruto de uma pesquisa criativa, proporciona um caminho de cura para os artistas e membros da companhia, explorando histórias pessoais e a identidade relacionada à cor da pele. Além de expressar artisticamente essa temática, a obra promove compreensão e empatia, celebrando a diversidade das identidades individuais.

Ficha Técnica:

Nome do grupo: Kokan Biulú
Título da obra: Color Piel
Dramaturgia: Patricia Ondo
Direção: Patricia Ondo
Apoio Psicológico: Lucia Ondo
Ano de Produção: 2022
Cenografia: Projeção VideoBeam
Árvore em cena
Luzes Led
Equipe:
Bailarinas: Patricia N’sea Ondo Méndez, Estefania Moreno Ochoa, Mery Palacios Mena, Elisabet Rodriguez Vargas
Cantora: Lucía Otong Ondo Méndez
Técnicos:
Som: Liliam Paola Talero Plazas
Iluminação: Sandra Zea

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 09/07/2024 até 09/07/2024

Dias

  • Terça20h

Duração

minutos

Valor

Gratuito

Região

Zona Oeste / São Paulo

Teatro / Espaço

Centro Cultural Tendal da Lapa
R. Guaicurus,1100 - Água Branca,19

Estacionamento

Cafeteria

Sim

Telefone

(11) 3862-1837

10

Classificação indicativa

Não apropriado para menores de 10 anos

Galeria de fotos
Fotos por Kokan Biulú
Compartilhar em

Você pode se interessar

ENQUANTO VOCÊ VOAVA, EU CRIAVA RAÍZES

No palco, os artistas não dizem nenhuma palavra. Nesse trânsito entre linguagens, os significados também se apresentam diversos e chegam ao público em camadas múltiplas e plurais. Um espetáculo sensorial entre sonho e realidade, em que o público é lançado a um emaranhado de sombras e luzes, diante do imensurável, da imensidão e do mistério do abismo.

de 10/05/2024 a 28/07/202455 minà partir de R$ 20Últimos Dias
  • Sexta20h20h
  • Sábado20h20h
  • Domingo18h18h
  • Sexta20h20h
  • Sábado20h20h
  • Domingo18h18h
Teatro Vivo SP

COMUNIDADE

Com o espetáculo inédito “Comunidade”, a Perversos Polimorfos comemora seu aniversário de 15 anos. Fundada e dirigida por Ricardo Gali, a companhia cumpre curta temporada no Teatro de Contêiner Mungunzá, espaço localizado na região da Santa Ifigênia, habitado por diversas linguagens, coletivos, movimentos, grupos e parceiro de longa data da Perversos Polimorfos.  A criação do trabalho parte dos estudos do clássico “A Sagração da Primavera”, composição de Igor Stravinsky com coreografia de Vaslav Nijinski, de 1913, obra que subverteu a estética da época, escandalizou a sociedade francesa em sua estreia e deu origem ao Modernismo na música e na dança.

de 17/07/2024 a 21/07/202450 minGratuitoÚltimos Dias
  • Quarta20h
  • Quinta17h e 20h
  • Sexta20h
  • Sábado19h
  • Domingo19h
Teatro de Contêiner Mungunzá

CORPO.ONDA

Em sua essência, corpo.onda busca transcender o imediato, oferecendo uma reflexão sobre a condição humana e as interações entre mente, corpo e o ambiente que nos cerca, especialmente diante de possíveis catástrofes. A obra, concebida no período da pandemia, se tornou uma investigação alegórica que explora não apenas as complexidades da mente humana, mas também nossa resposta emocional e psicológica diante da adversidade. Toda a performance se transforma em um ritual próprio, alienado, visando a catarse e a purificação dos afetos da destruição para um estado de cura.

de 18/07/2024 a 21/07/202470 minà partir de R$ 12Últimos Dias
  • Quinta20h30
  • Sexta20h30
  • Sábado20h30
  • Domingo17h30
Sesc Pompeia

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.