Você está na cidade de:

DOGMA

DOGMA no Teatro Glauce Rocha

DOGMA é um espetáculo que fala sobre as formas da violência e da moralidade humana na cena. O decálogo bíblico é o ponto de partida e a performance é desenvolvida através de uma narrativa fragmentada. A companhia cria um diálogo com a imagem através da fisicalidade dos atores em cena. O espetáculo prioriza a construção das Artes Visuais no palco e permite que o espectador trabalhe junto com a experiência sendo um co-criador da obra.

Ficha Técnica:

Direção Geral e Artística: João Marcelo Pallottino
Direção de movimento: Raphael Rodrigues
Criação de composição cênica e figurino: BAK Artes Performativas
Performers: Derek Rosma, Douglas Desimone, Enildo Dellatorre, Evelyn Rocha,
Karina Amorim, Karina Lisboa, Lucas Queiroz e Mariana da Costa
Direção de produção: Mariana da Costa
Produção Executiva: Karina Lisboa e Evelyn Rocha
Assistência de Produção: Clara Borges
Contrarregra: Matheus Zaidan e Clara Borges
Designer Visual: Douglas Desimone
Operação de Projeção e Efeitos Visuais: Junior Franco
Cenotécnica: Enildo Dellatorre
Iluminadora e Operadora de Luz: Desiree Koppke
Técnico e Operador de Som: Sergio André
Realização: BAK Artes Performativas
Apoio: Escola de Artes Celso Lisboa, Fundação Nacional de Artes (Funarte),
Ministério da Cultura e Governo Federal do Brasil”

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 25/10/2023 até 29/10/2023

Dias

qua 19h, qui 19h, sex 16h, sáb 19h, dom 18h

Duração

minutos

Valor

R$40 (inteira) / R$20 (meia)

Região

Centro / Rio de Janeiro

Teatro / Espaço

Teatro Glauce Rocha - Funarte Rio
Av. Rio Branco, 179, Centro, Rio de Janeiro/RJ - 20040007

Estacionamento

Nas redondezas

Cafeteria

Não

Telefone

(21) 99968-6622

E-mail

tgr@funarte.gov.br

14

Classificação indicativa

Não apropriado para menores de 14 anos

Galeria de fotos
Fotos por Divulgação,
Compartilhar em

Você pode se interessar

O AUTINHO DA COMPADECIDA

O espetáculo “O Autinho da Compadecida”, adaptado do clássico de Ariano Suassuna, traz um retrato do sertão nordestino com duas personagens que já fazem parte de nossa cultura: João Grilo e Chicó. A plateia acompanha as aventuras e confusões de dois espertos sertanejos que recebem uma missão de seus patrões - Dona Dorinha e Seu Eurico - para que encontrem sua cachorra que desapareceu. A confusão aumenta quando os cangaceiros atacam a cidade, causando um alvoroço danado. Diante da bagunça geral, somente "A Compadecida" poderá intervir por eles. A peça foi avaliada com 4 estrelas pelo jornal Folha de São Paulo.

de 05/07/2024 a 26/07/202470 minà partir de R$ 40Em breve
  • Sexta15h
  • Sexta15h
Teatro Uol

TERRAPRETA A PEÇA (SONHO)

TERRAPRETA A PEÇA (Sonho) é um espetáculo de teatro inédito, inspirado em histórias originárias do Alto Xingu, e no livro Terrapreta, de Rita Carelli, obra vencedora do Prêmio São Paulo de Literatura 2022, que segundo Ailton Krenak “se revela um romance de formação para leitores que vislumbram outras cartografias do país, um livro para quem ainda não sabe o que é o Brasil”. Indígenas do Alto Xingu das etnias Kamayura e Yawalapiti, e artistas da cena teatral de São Paulo se unem na criação de um espetáculo único.

de 20/06/2024 a 30/06/202475 minà partir de R$ 15Em breve
  • Quarta20h30
  • Quinta20h30
  • Sexta20h30
  • Sábado20h30
  • Domingo19h
Espaço Parlapatões

ARCANO 17

Em cena os dois poetas, vividos por um ator. Ambos se conheceram em vida, Breton sendo admirador e seguidor de Apollinaire nos primeiros passos da grande liberdade intelectual deste. Apollinaire (1880-1918) lutou na I Guerra, como dever patriótico à sua amada França. Breton (1896- 1966) criticou a guerra desde sempre, e escreveu contra ela tudo que pôde. A peça descreve esses movimentos dos poetas, Apollinaire vivendo em cena, através de seus poemas, o que ocorreu em sua vida. Breton observando em contraponto o desenrolar da história de Apollinaire, de um outro lugar e tempo, em que as ilusões sobre qualquer legitimidade da guerra tinham sido há muito superadas. Esse encontro dos dois poetas é ficcional, criado pelos autores Ariel Borghi e Esther Góes, para sintetizar o olhar dos poetas surrealistas sobre a guerra, e a ação poética a que se dedicaram em prol da felicidade humana.

de 05/07/2024 a 28/07/2024 minà partir de R$ 20Em breve
  • Sexta19h
  • Sábado19h
  • Domingo18h
Teatro Sérgio Cardoso

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.