Você está na cidade de:

MÃE BAIANA

Montagem integra a trilogia Matriarcas, idealizada pela atriz Vilma Melo e pelo produtor cultural Bruno Mariozz

O espetáculo faz parte da trilogia “Matriarcas”, que deu início com o monólogo “Mãe de santo” e que terminará com a peça “Mãe preta”, num projeto idealizado pela atriz Vilma Melo e o produtor cultural Bruno Mariozz. Mãe Baiana parte da perda de um filho, fato que Helena Theodoro viveu quando seu menino de quatro anos morreu afogado. Apesar da premissa triste, as autoras preocuparam-se em não pesar o espetáculo, até porque a personagem da avó – assim como a autora – sofre, mas entende a morte. No início, a neta não compreende, mas passa a entender ao longo da história. O cenário criado por Renata Mota e Igor Liberato é composto por ambientes de uma casa, divididos entre sala, cozinha e quintal, onde avó e neta conversam, cozinham e recordam as histórias da família. No quintal, são usados dez quilos de terra e de sementes de girassol.

Ficha Técnica:

Argumento: Helena Theodoro
Texto: Thaís Pontes e Renata Andrade
Direção: Luiz Antonio Pilar
Elenco: Dja Marthins e Luiza Loroza
Direção Musical: Wladimir Pinheiro
Direção de Produção: Bruno Mariozz
Diretora Assistente: Lorena Lima
Iluminação: Anderson Ratto
Figurino: Clívia Cohen
Cenário: Renata Mota e Igor Liberato
Elementos Cenográficos: Clívia Cohen
Programação Visual: Patricia Clarkson
Design Gráfico: Rafael Prevot
Comunicação: Natasha Arsenio
Assessoria de Imprensa: Roma Comunicação
Produção Executiva: Walerie Gondim
Assistente de Produção: Mariana Pantaleão
Artesãs: Cíntia Miller, Winnie Nicolau, Ludmila Azevedo, Maria de Paiva
Cortador: Alex Coutinho
Cenotécnico: André Salles
Coordenação Financeira: Ingryd Cardozo
Contabilidade: Davi Andrade
Idealização: Bruno Mariozz e Vilma Melo
Produção e Realização: Palavra Z Produções Culturais

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 27/04/2024 até 28/04/2024

Dias

  • Sábado20h
  • Domingo19h

Duração

50 minutos

Valor

R$30 (inteira) / R$15 (meia)

Região

Zona Sul / Rio de Janeiro

Teatro / Espaço

Teatro da UFF - Centro de Artes UFF
Rua Miguel de Frias, 9, Niterói, Rio de Janeiro/RJ - 24220900

Estacionamento

Cafeteria

Sim

Telefone

(21) 2629-5576

E-mail

teatrodauffdirecao@gmail.com

12

Classificação indicativa

Não apropriado para menores de 12 anos

Galeria de fotos
Fotos por Valmyr Ferreira,Roberto Carneiro,Divulgação
Compartilhar em

Você pode se interessar

ENTRE FRANCISCOS, O SANTO E O PAPA

"Entre Franciscos, O Santo e O Papa” mostra o Papa Francisco preocupado e cansado dos problemas do cotidiano. Ele entra na lavanderia do Vaticano, local que mandou construir para a população de rua e encontra um homem. Inicialmente, ele não percebe, mas este homem é São Francisco de Assis e, aos poucos, o diálogo entre essas duas icônicas figuras vai revelando dores, incertezas, mas também amores, fé e reflexões sobre os grandes dilemas da humanidade.

de 10/05/2024 a 30/06/202470 minà partir de R$ 40Em cartaz
  • Sexta18h
  • Sábado18h
  • Domingo18h
Teatro Sérgio Cardoso

INVISÍVEL

Eduardo vive um relacionamento abusivo com seu namorado Michel. A situação se agrava ainda mais quando decidem morar juntos. Eduardo, por muito tempo, sofreu calado violência física e psicológica provocadas por seu parceiro até que um dia decide denunciar, levando o caso às autoridades. O descaso e o preconceito, vindos de quem deveria protegê-lo, cria uma barreira, ainda maior, entre o grito de socorro e o medo de se expor. A violência, então, persiste fazendo com que Eduardo sobreviva a uma estatística, normalmente atribuída apenas às mulheres.

de 08/05/2024 a 06/06/202465 minà partir de R$ 50Em cartaz
  • Quarta20h
  • Quinta20h
  • Quarta20h
  • Quinta20h
Teatro Itália Bandeirantes

EXÍLIO

Atualmente, mais de 110 milhões de pessoas no mundo, segundo dados oficiais, foram obrigadas a se deslocar por causa de guerras, violações de direitos humanos, condições climáticas e perseguições de todo tipo (políticas, religiosas, étnicas, por orientação sexual). Elas estão sujeitas a violências anti-imigração, como estupro, discriminação, humilhação. Muitas perderam suas vidas. A experiência do exílio também pode ser vivida dentro do próprio país, como no caso das ditaduras e nos processos de desumanização. eXílio é um trabalho teatral, proposto pelo Coletivo Comum, que parte desta atualidade brutal, mas também da perspectiva de que as fronteiras são criações históricas, portanto, podem ser alteradas e suprimidas.

de 09/05/2024 a 02/06/2024140 minà partir de R$ 10Em cartaz
  • Quinta20h
  • Sexta20h
  • Sábado20h
  • Domingo19h
Teatro Arthur Azevedo

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.