Você está na cidade de:

MUNDO SONHA MUNDO

Em julho, o Sesc Santo Amaro tem atrações para toda a família: Mundo Sonha Mundo, com Teatro de Sobras

Pétala é uma jovem cientista do século XXI que constrói uma máquina do tempo e, assim que realiza seu primeiro teste, é transportada para o futuro. Descobre um mundo dominado por montanhas de lixo.

Ficha Técnica:

Criação Cênica: Teatro de Sobras (Ribeirão Preto/SP)
Assessoria Cênica: Coletivo Pigmalião, escultura que mexe (Belo Horizonte/MG)
Cenografia e Bonecos: Teatro de Sobras
Atores-animadores: Mariana Cazula, Renan Eichel, Júlio Avanci e Ju Marques
Concepção Iluminação: Daniele Viola
Concepção e Produção Musical: Híbrida – Floresthá Produções
Figurino Pétala: Zezé Cherubini
Design Gráfico: Rodrigo Lima

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 07/07/2024 até 07/07/2024

Dias

  • Domingo16h

Duração

150 minutos

Valor

Gratuito

Região

São Paulo /

Teatro / Espaço

Sesc Santo Amaro
R. Amador Bueno, 505, Santo Amaro, São Paulo/SP - 04752005

Estacionamento

No local

Cafeteria

Sim

Telefone

(11) 5541-4000

E-mail

relacionamento.santoamaro@sescsp.org.br

L

Classificação indicativa

Classificação Livre para todas idades

Galeria de fotos
Fotos por Aloander
Compartilhar em

Você pode se interessar

AYNÍ

Pacha viajou para a cidade para trabalhar como empregada doméstica, mas foi morta pelo patrão. Vivendo em Uku Pacha, um dos três mundos das cosmovisões andinas, e que corresponde à dimensão dos mortos, dos animais sagrados, do espírito da água e da música, ela embarca na Carruagem do Além. Acolhida por El Ángel, El Diablo, El Oso, La Virgen, El Kusillo, La Diablesa, La Sirena e Los Músicos, que retornam a Kay Pacha - o mundo dos humanos, na época do carnaval -, o grupo procura La Muerte, que está sempre ocupada Somente ela é quem conhece os caminhos entre as dimensões do além.

de 27/07/2024 a 28/07/202460 minGratuitoEm breve
  • Sábado18h
  • Domingo18h
Sesc Campo Limpo

ÁLBUM DE FAMÍLIA

A história desvenda os segredos e as tensões de uma família aparentemente tradicional brasileira, no interior de Minas Gerais, na década de 1920. A trama gira em torno do patriarca Jonas (Alexandre Galindo) - um fazendeiro de convicções religiosas fervorosas -, sua esposa, Senhorinha (Mariana Barioni) e seus quatro filhos: Guilherme (Daniel Marano), Edmundo (Iuri Saraiva), Nonô (Agmar Beirigo) e Glória (Fernanda Gidali). Com o tumultuado retorno à casa dos pais, tem início uma série de revelações chocantes sobre a moralidade distorcida dos membros da família, conduzindo a um desfecho trágico e perturbador. A obra é um retrato visceral das disfunções familiares e das hipocrisias sociais, característica do provocador universo rodriguiano.

de 06/07/2024 a 18/08/202490 minà partir de R$ 40Em cartaz
  • Sexta20h
  • Sábado20h
  • Domingo18h
Teatro Estúdio

NÃO FOSSEM AS SÍLABAS DO SÁBADO

Ana e Madalena são vizinhas, moram no mesmo prédio, mas mal se conheciam até um fato trágico marcar a vida das duas e mudar os rumos de suas histórias. O marido de Madalena, ao pular da janela, desaba justamente sobre o marido de Ana. E, a partir disto, o que as une é o que as separa. Na rotina das ausências, as duas viúvas vão se aproximando: atravessam a dor, a chegada de uma criança, as agruras do recomeço. Nasce uma amizade, que talvez expanda o que se entende por família. Não fossem as sílabas do sábado é uma adaptação teatral do romance homônimo de Mariana Salomão Carrara.

de 05/07/2024 a 04/08/202480 minà partir de R$ 12Em cartaz
  • Sexta20h
  • Sábado20h
  • Domingo18h30
Sesc Belenzinho

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.