Você está na cidade de:

MUSICAL CABARET DAS POLACAS

Casa Museu Ema Klabin apresenta o musical Cabaret das Polacas

Musical mostra a história de mulheres de origem judaica que deixaram uma forte marca na vida urbana brasileira, entre fins do século XIX e a década de 1960.

No próximo dia 15 de abril, a Casa Museu Ema Klabin apresenta o musical Cabaret das Polacas. O espetáculo é baseado na história real de jovens judias, oriundas de aldeias pobres do Leste Europeu, que foram forçadas pelas circunstâncias a se prostituir quando chegaram ao Brasil. Com concepção, produção e roteiro da cantora e compositora Nicole Borger, o musical gratuito tem 100 lugares presenciais e será transmitido ao vivo pelo Canal do YouTube da Casa Museu Ema Klabin.

Seduzidas por falsas promessas de casamentos e uma vida melhor no novo continente, milhares de jovens judias foram convencidas por uma organização criminosa chamada Zwi Migdal a deixar seus lares e suas famílias em busca de novos destinos.

No Brasil, essas mulheres foram repudiadas, tanto pela sociedade como pela própria comunidade judaica, o que as levou a criar associações de ajuda mútua para manter as tradições judaicas e o enterro digno. Em diversos países, elas construíram cemitérios e sinagogas próprias.

Para realizar o musical, a cantora e compositora Nicole Borger dedicou-se a uma intensa pesquisa de repertório em Buenos Aires, Nova York e São Paulo e levantou diversas canções do período, algumas cômicas e outras dramáticas.

“No musical Cabaret das Polacas prestamos uma homenagem carinhosa a essas mulheres, tirando sua história do canto obscuro e esquecido e dignificando sua coragem e resiliência diante da vida áspera que tiveram”, diz Nicole.

O espetáculo é formado por Ahuva Flit, Rafael Zolko e Nicole Borger (canto e dramatização) e pelos instrumentistas Daniel Szafran (piano/teclado), Vicente Falek (acordeon) e André Fajersztajn de Almeida (clarinete). A direção cênica é de Leslie Marko e cenário e produção de Yara Leite e Adriana Amorim.

Palestra
Além do musical, na quarta-feira, 12 de abril, das 19h às 21h, a professora Beatriz Kushnir, pós-doutora do Departamento de História da Universidade Federal Fluminense (UFF), ministra a palestra Mulheres Polacas, uma temática atual.

Neste encontro, baseado nas perspectivas de uma história da cultura, a palestrante expõe sua pesquisa sobre as polacas e seus desdobramentos. Elas fundaram sociedades de ajuda mútua em cada cidade onde viveram, nas quais buscavam construir e exercitar sua identidade cultural e religiosa. A pesquisa localizou cinco destas sociedades, no Rio de Janeiro, São Paulo, Santos, Buenos Aires e Nova York, debruçando-se nas duas primeiras por encontrar documentação inédita.

O objetivo do encontro é trazer a fala de um grupo marginalizado e excluído e perceber sua trajetória, deixando de lado, assim, análises de terceiros e visões estereotipadas.

Palestra Mulheres polacas, uma temática atual
quarta-feira, 12 de abril de 2023 das 19h às 21h
95 vagas por ordem de inscrição
Plataforma Zoom
Inscrição: https://emaklabin.org.br/palestras/mulheres-polacas-uma-tematica-atual

Como em todos os nossos eventos gratuitos, convidamos quem aprecia a Casa Museu Ema Klabin e pode contribuir para a manutenção das nossas atividades a nos apoiar com uma doação.

100 lugares presenciais por ordem de chegada e transmissão ao vivo pelo Canal da Casa Museu Ema Klabin no YouTube.

 

Texto disponibilizado pela produção do espetáculo.

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 15/04/2023 até 15/04/2023

Dias

  • Sábado
  • Sábado

Duração

60 minutos

Valor

Gratuitos - 100 vagas por ordem de chegada

Região

Zona Oeste / São Paulo

Teatro / Espaço

Casa Museu Ema Klabin
R. Portugal, 43, Jardim Europa, São Paulo/SP - 01446020

Estacionamento

Cafeteria

Sim

Telefone

(11) 3897-3232

E-mail

atendimento@emaklabin.org.br

L

Classificação indicativa

Classificação Livre para todas idades

Galeria de fotos
Fotos por Divulgação
Compartilhar em

Você pode se interessar

OPERILDA CAI NO CHORO

Operilda é uma jovem feiticeira de 225 anos, apaixonada por música brasileira, que precisa deixar o celular de lado e usar somente sua memória e imaginação para contar uma história sobre o surgimento do choro, estilo musical que nasceu no Rio de Janeiro no final do século XIX. Com humor e criatividade, Operilda, sua amiga Vassorilda e o grupo musical Chorildos passeiam pelo Brasil colonial até chegar aos dias atuais, traçando um paralelo entre o desenvolvimento da cidade do Rio de Janeiro e do chorinho. Nascido da mistura de ritmos europeus e africanos, o choro foi criado e popularizado por músicos geniais que entram nessa história junto com Operilda.

de 28/06/2024 a 28/07/202450 minGratuitoEm breve
  • Sexta11h
  • Sábado11h e 16h30
  • Domingo11h
CCBB SP- Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

RITA LEEE – UMA AUTOBIOGRAFIA MUSICAL

Diferentemente do projeto anterior, dessa vez, Mel conta a história de Rita com base no livro da cantora, lançado em 2016 e um dos maiores sucessos editoriais do Brasil. O livro narra os altos e baixos da carreira de Rita com uma honestidade escancarada, a ponto de ter sido apontado como “ensinamento à classe artística” pelo jornal O Estado de São Paulo. A ideia do novo musical surgiu quando Mel gravou a versão em audiolivro, como Rita, em 2022. O texto de Rita, numa narrativa envolvente e perfeita para um musical biográfico, conta do primeiro disco voador avistado por ela ao último porre. Sem se poupar, ela fala da infância e dos primeiros passos na vida artística; de Mutantes e de Tutti-Frutti; de sua prisão em 1976, na ditadura; do encontro de almas com Roberto de Carvalho; das músicas e dos discos clássicos; do ativismo pelos direitos dos animais; dos tropeços e das glórias.

de 26/04/2024 a 15/09/2024120 minà partir de R$ 20Em cartaz
  • Sexta20h
  • Sábado20h
  • Domingo17h
Teatro Porto Seguro

BELCHIOR – O MUSICAL

A narrativa, construída por Pedro Cadore e Cláudia Pinto, se desdobra a partir de trechos de entrevistas do próprio Belchior, proporcionando ao público um vislumbre da juventude do artista e suas reflexões sobre um mundo em constante desconcerto. O espetáculo destaca Pablo Paleólogo, que encarna o cantor cearense, e Bruno Suzano, que dá vida ao "Cidadão Comum", uma presença constante nas canções de Belchior, representando, de certa forma, seu alter ego. Mais do que uma mera retrospectiva, a peça aspira transmitir a filosofia de Belchior, convidando o espectador a explorar a profundidade de suas letras e pensamentos. Cadore destaca a intenção de proporcionar uma experiência nostálgica aos fãs, assim como introduzir a poesia única do compositor àqueles que ainda não a conhecem.

de 04/07/2024 a 21/07/2024 minà partir de R$ 60Em breve
  • Quinta21h
  • Sexta21h
  • Sábado21h
  • Domingo18h
Teatro Bravos - Complexo Aché Cultural

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.