Você está na cidade de:

A MILIONÁRIA

A Milionária, comédia de Bernard Shaw, chega em novo momento do Teatro Ruth Escobar

A Milionária começa com Epifânia, uma das mulheres mais ricas da Europa, reunindo-se com seu advogado para discutir a possibilidade de seu provável suicídio. Ela pretende deixar toda a sua fortuna para seu marido como forma de punição pela infidelidade dele. Seu casamento fora resultado de um desafio. Seu finado pai, por quem Epifânia tem fixação assumidamente edipiana, impôs uma condição: para se casar com ela, o marido deveria receber uma quantia inicial razoável e, em seis meses, transformá-la em uma fortuna. O marido, boxeador e esportista, vence o desafio através de manobras financeiras criminosas e – ironia suprema – pela produção de uma peça teatral. Apesar disto, Epifânia desinteressa-se por ele. Após jogar escada abaixo um amigo que ofendera seu pai, ela encontra um médico egípcio e muçulmano, filho de uma lavadeira, por quem se apaixona. Para sua surpresa, ao propor casamento ao médico é informada que a humilde mãe do doutor também impôs um desafio como condição à mulher que desejasse desposá-lo: a pretendente deveria receber uma quantia miserável e sobreviver unicamente através do seu trabalho durante seis meses – só assim seria merecedora da mão do filho. Ao aceitar o desafio, Epifânia começa um movimento irresistível, desvendando o modo de
agir e pensar de sua classe social – tão poucas vezes retratada em cena.

Ficha Técnica:

Texto: Bernard Shaw.
Direção: Thiago Ledier.
Elenco: Chris Couto, Guilherme Gorski, Luti Angelelli, Márcia de Oliveira, Priscilla Olyva, Rodrigo Chueri, Thiago Ledier e Sergio Mastropasqua.
Trilha original: Gregory Slivar.
Cenários: César Bento (in memoriam).
Luz: Nicolas Caratori.
Operação de Luz: Luana Frez.
Figurinos: Cy Teixeira.
Fotografia: Ronaldo Gutierrez.
Produção: SM Arte e Cultura.
Direção de Produção: Selene Marinho.
Coordenação de Produção: Sergio Mastropasqua e Patricia Pichamone.
Assistente de Produção e Direção de Palco: Henrique Pina.
Design Gráfico: Denise Bacellar.
Gerenciamento de Mídias Sociais: Sergio Mastropasqua e Selene Marinho.
Assessoria de Imprensa: Adriana Balsanelli e Renato Fernandes.
Realização: Círculo de Atores.

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 19/01/2024 até 11/02/2024

Dias

  • Sexta21h
  • Sábado21h
  • Domingo19h
  • Sexta21h
  • Sábado21h
  • Domingo19h

Duração

100 minutos

Valor

R$80 (inteira) / R$40 (meia)

Região

Centro / São Paulo

Teatro / Espaço

Teatro Ruth Escobar
Rua dos Ingleses, 209, Bela Vista, São Paulo/SP - 01329000

Estacionamento

Nas redondezas

Cafeteria

Sim

Telefone

(11) 3289-2358

14

Classificação indicativa

Não apropriado para menores de 14 anos

Galeria de fotos
Fotos por Ronaldo Gutierrez
Compartilhar em

Você pode se interessar

AS AVENTURAS DA FADA AMOR

No Reino Encantado das Fadas é dia de acompanhar o nascimento de novas fadinhas. Entre elas, nasce uma muito especial, a Fada Amor! Ela é diferente das outras porque nasceu com a T21 e logo percebeu que o seu desenvolvimento não era igual ao de suas outras irmãs. Curiosa e observadora ela tem muitas dúvidas, mas com o apoio da Rainha das Fadas e das outras fadinhas aprende que nada a impede de colaborar com as tarefas da sua comunidade. Assim começa a aventura da Fada Amor, que vai explorar o mundo mágico e o mundo real com toques de humor e leveza. Nessa jornada, ela vai descobrir o que faz de todos nós, seres tão únicos!

de 14/01/2024 a 21/07/202450 minà partir de R$ 40Em cartaz
  • Domingo15h15h
  • Domingo15h15h
Teatro Itália Bandeirantes

A CHAPEUZINHO VERMELHO

Essa divertida montagem do clássico Chapeuzinho Vermelho aborda alguns assuntos comuns ao universo infantil, como bullying, relação com os pais, desafios do dia a dia, etc. O lobo sofre bullying na escola e ganha o apelido de “Lobo Mau”, desde então começa a agir como tal. Chapeuzinho, a heroína travessa que segue pela estrada errada, percebe que não agiu certo ao desobedecer a sua mãe e se arrepende. A vovó, que na versão dos irmãos Grimm é devorada pelo Lobo, usa sua esperteza e consegue fugir. A trilha Sonora introduz a música clássica para a criançada com repertório de Mozart, Chopin, Verdi, Beethovem, Vivaldi, Bach e Biset.

de 06/04/2024 a 30/06/202480 minà partir de R$ 40Em cartaz
  • Sábado16h30
  • Domingo16h30
Teatro Uol

BÓRIS NÃO ESTÁ PRONTO

Bóris não é um indivíduo, Bóris não é um personagem, Bóris não é uma pessoa. Boris é o nome que encontramos para batizar todos os homens. Bóris é a síntese da masculinidade, um ser inacabado. O fato de 'não estar pronto' marca a esperança e seu caráter histórico, marca sua precariedade e errância. Esta negação dirige-se a possível interlocução que espera ou vaticina a finitude da masculinidade como algo rotulável e estanque. Não se trata de exaltação ou condenação, mas do mergulho humanizador nas crostas brutalizadas e, ao mesmo tempo, frágeis do mundo dos homens. “Bóris” é um vir a ser, algo em movimento, em busca de um encontro. Quatro atores se dividem em cena para apresentar fragmentos de situações exemplares da construção do ser homem, do imaginário e da cultura machista. Com foco nas fragilidades do homem, na tortura do machismo sobre a masculinidade e nas consequências da perpetuação desta mazela social e histórica, a peça se ampara na forma lírica e épica. Abre mão de personagens fixos e opta pela profusão de tipos que compõem um mosaico do macho.

de 07/06/2024 a 06/07/202465 minGratuitoEm breve
  • Sexta20h
  • Sábado20h
CDC Vento Leste

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.