Você está na cidade de:

AGDA

Espetáculo teatral AGDA

O espetáculo AGDA leva à cena teatral o conto homônimo de Hilda Hilst (1930-2004), publicado em 1973 dentro do livro Kadosh, segunda publicação em prosa da autora. AGDA narra a via crucis de um corpo feminino livre, potente e integrado com a natureza. É um conto lírico, erótico, teatral e jocoso, que grifa em sua materialidade poética a presença axiomática de temáticas hilstianas: o erotismo religioso, a busca incessante por Deus e a via crucis de um corpo em sacrifício, de uma mulher encarnada em seu desejo, espírito e destino. Agda é uma mulher primeva, exala e exalta seus desejos para com o mundo, seu corpo livre como extensão e parte. Mora em um vilarejo, fala com Deus e tem três namorados amantes: Orto, Kalau e Celônio. Agda quer a ascese, a experiência mística, mas sucumbe em função de uma construção patriarcal e misógina de religião e assimilação do feminino.

Ficha Técnica:

Concepção, elenco e direção: Gisele Petty
Texto: Hilda Hilst
Produção Executiva: Iramaia Gongora
Desenho e Operação de Luz: Felipe Stucchi
Operação de Som: Tutti Caruso

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 09/05/2024 até 10/05/2024

Dias

  • Quinta19h
  • Sexta19h
  • Quinta19h
  • Sexta19h

Duração

60 minutos

Valor

Gratuito - Reservas de ingressos na plataforma INTI

Região

Centro / São Paulo

Teatro / Espaço

Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, Bela Vista, São Paulo/SP - 01311000

Estacionamento

Rua Leôncio de Carvalho, 108

Cafeteria

Não

Telefone

1121681777

E-mail

atendimento@itaucultural.org.br

16

Classificação indicativa

Não apropriado para menores de 16 anos

Galeria de fotos
Fotos por Joao Maria
Compartilhar em

Você pode se interessar

PAREM DE FALAR MAL DA ROTINA

Na peça, dirigida por Geovana Pires, a atriz e autora trata o cotidiano como espaço de estreia e criatividade, e não como uma repetição. Para tanto, desfila sua poesia e suas encantadoras histórias cênicas para revelar ao espectador os nossos óbvios, onde o público se vê. O resultado traz uma experiência na qual, por pouco mais de duas horas, o espectador ouve elogios à rotina, e é convidado a uma auto-observação de nossa dramaturgia diária.

de 22/06/2024 a 20/07/2024120 minà partir de R$ 30Em breve
  • Sábado21h
Teatro Liberdade

SUBTERRÂNEA: UMA FÁBULA GROTESCA

Em Subterrânea: uma fábula grotesca, Juliana utiliza-se do mascaramento, para dar vida a uma mulher-cigarra, personagem conservadora, que espelha a trajetória e as funções exercidas pela mulher em um ambiente patriarcal. No palco, o público acompanha exatamente o desenrolar do ciclo de vida da cigarra. Ela, pelo bem da espécie, repete o próprio sistema que a reprime, mantendo assim, a ordem natural das coisas, acreditando que a sobrevivência depende do cumprimento das obrigações que o próprio sistema impõe.

de 21/06/2024 a 30/06/202440 minGratuitoEm breve
  • Sexta20h
  • Sábado20h
  • Domingo18h
Teatro Arthur Azevedo

O HOMEM QUE QUERIA SER LIVRO

Diante do enigma da morte e do nada provocado pela morte de um ente querido, um homem sai em busca do sentido da vida, tendo nos livros seu alicerce, enquanto vai narrando os motivos à solitude das letras ao convívio social. Não reunindo mais forças, recorre à imaginação para fugir da realidade, e mesmo assim vê-se tragado por um escuro e profundo abismo. Para se defender, passa então, a encarnar física e psiquicamente vários personagens, e é nesse “virar letra” que se depara com o Cavaleiro da Triste Figura: Dom Quixote, que o faz ressurgir renascido.

de 24/06/2024 a 26/06/202450 minà partir de R$ 16Em breve
  • Segunda20h
  • Terça20h
  • Quarta20h
Theatro Municipal de São Paulo

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.