Você está na cidade de:

HILEIA: SEMEADORA DAS ÁGUAS

Espetáculo “Hileia: Semeadora das Águas”, da Cia Mundu Rodá, estreia no Sesc Ipiranga

Hileia, uma mulher prestes a perder a visão, acaba de herdar uma coleção da avó: rios engarrafados que a anciã reuniu durante toda a sua vida. Impactada diante do acervo, cria um altar para os objetos, passando a adorá-los, até ser transportada para uma realidade paralela na qual já não é apenas humana, mas um ser híbrido, meio bicho, meio planta, meio água. Navegando pelos rios soterrados de São Paulo, o espetáculo trama a história de mulheres-rios, em diferentes gerações.

Ficha Técnica:

Direção: Ana Cristina Colla
Co-Direção: Alício Amaral
Atuação: Juliana Pardo
Músico e Musicista em Cena: Alício Amaral e Amanda Martins
Dramaturgia: Dione Carlos
Designer Audiovisual: Yghor Boy
Figurinos: Awa Guimarães
Visagismo: Tiça Camargo
Direção musical: Alício Amaral
Criação musical: Alício Amaral, Amanda Martins e Juliana Pardo
Cantigas: Baião de Princesas – Casa Fanti Ashanti, Família Menezes e Grupo A Barca e Canção dos
Encantados – Maria Zenaide
Investigação corporal – Butoh Dance: Yumiko Yoshioka
Tradução e Mediação de Contato/Produção (Yumiko Yoshioka): Eduardo Okamoto
Treinamento corporal: Lu Favoreto e Juliana Pardo
Investigação vocal: Lari Finocchiaro, Andrea Drigo e Letícia Góes
Concepção Cenário: Giorgia Massetani
Luz: Eduardo Albergaria
Operação de Luz: Felipe Stucchi e Kenny Rogers
Captação das imagens Rio Jureia: Laboratórios Cisco
Equipe de produção: Corpo Rastreado – Lucas Cardoso
Assessoria de Imprensa: Canal Aberto – Márcia Marques, Daniele Valério e Marina Franco
Créditos da primeira etapa do projeto:
PESQUISA E CRIAÇÃO
Assistência de Direção: Natacha Dias e Alício Amaral
Designer Audiovisual: Clara Moor e Julia Ro
Figurinos: Thaís Dias Cenário e Cenotecnia: Wanderley Silva
Provocadores dos Estudos Cênicos I e II: Daniel Munduruku, Francois Moïse Bamba, Patrícia Furtado e Adriano Sampaio
Tradução e Mediação de Contato / Produção (Francois Moïse Bamba): Laura Tamiana
Captação das imagens Rio Jamari e das crianças da aldeia jupaú, T.I. Uru Eu Wau Wau – Povo Uru Eu Wau Wau; e desenhos criados pelas crianças da Aldeira Tubatuba, T.I.Xingu, Povo Yudjá: Clara Moor

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 23/02/2024 até 24/03/2024

Dias

  • Sexta21
  • Sábado18
  • Domingo18

Duração

60 minutos

Valor

R$40 (inteira) / R$20 (meia) / R$12 (credencial plena)

Região

Zona Sul / São Paulo

Teatro / Espaço

Sesc Ipiranga
R. Bom Pastor, 822, Ipiranga, São Paulo/SP - 04203001

Estacionamento

Cafeteria

Sim

Telefone

(11) 3340-2000

12

Classificação indicativa

Não apropriado para menores de 12 anos

Galeria de fotos
Fotos por Susan Oliveira,
Compartilhar em

Você pode se interessar

E VOCÊS, QUEM SÃO?

Em cena, Samuel vive um personagem que está sendo condenado por um crime. O público acompanha o relato que traz um apanhado histórico do Brasil, contando a verdadeira versão de um país racista e inquisidor. E o texto ainda é acompanhado por uma reflexão sobre Machado de Assis, um dos maiores autores negros brasileiros, que foi “embranquecido” pela história oficial.

de 14/06/2024 a 30/06/202460 minGratuitoÚltimos Dias
  • Sexta20h
  • Sábado20h
  • Domingo19h
  • Sexta20h
  • Sábado20h
  • Domingo19h
Centro Cultural São Paulo (CCSP)

TRAIDOR

Nanini está isolado em uma ilha, é acusado de algo que ele não cometeu e dialoga com a própria consciência, com seus fantasmas e suas reflexões sobre o passado, o presente e o futuro. É como se toda a ação se passasse dentro de sua cabeça: ‘Se houvesse um cruzamento entre Kafta e Shakespeare, então esse seria ‘Traidor’, uma espécie de híbrido entre o Joseph K, de ‘O Processo’, e Próspero, de ‘A Tempestade’, cuja mente renascentista olha para o futuro da civilização, perdoa seus detratores e os absolve’, resume o diretor. Entre a tragédia e o humor, o otimismo e o pessimismo, Nanini conversa consigo mesmo e com as suas indagações, materializadas no elenco formado por Apollo Faria, Hugo Lobo, Marllon Fortunato e Wallace Lau.

de 04/07/2024 a 21/07/202455 minà partir de R$ 45Em breve
  • Quinta20h30
  • Sexta20h30
  • Sábado20h30
  • Domingo17h
Teatro Sérgio Cardoso

PAREM DE FALAR MAL DA ROTINA

Na peça, dirigida por Geovana Pires, a atriz e autora trata o cotidiano como espaço de estreia e criatividade, e não como uma repetição. Para tanto, desfila sua poesia e suas encantadoras histórias cênicas para revelar ao espectador os nossos óbvios, onde o público se vê. O resultado traz uma experiência na qual, por pouco mais de duas horas, o espectador ouve elogios à rotina, e é convidado a uma auto-observação de nossa dramaturgia diária.

de 22/06/2024 a 20/07/2024120 minà partir de R$ 30Em cartaz
  • Sábado21h
Teatro Liberdade

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.