Você está na cidade de:

RIO JOÃO

Cia. Paulicea de Teatro estreia “Rio João” espetáculo em homenagem a João das Neves.

O espetáculo “Rio João” celebra um Brasil que canta, dança e recria universos que pulsam vida, fazendo da arte mola propulsora para um futuro mais igualitário e diverso. Para tanto, “Rio João” junta também em sua correnteza outros afluentes que são as vozes, corpos e memórias de seus intérpretes, compartilhando suas trajetórias artísticas na mesma convicção de que o teatro pode e deve ser transformador e potência de vida e alegria.

Com canções compostas especialmente para o espetáculo, a proposta é criar um espaço de celebração junto ao público, promovendo um encontro que conecte novamente a dor e a de viver nesse Brasil, mas de forma intensa e criativa. “Assim como João fez e continua fazendo através de nós”, comenta a Cia. Paulicea de Teatro.

O espetáculo é resultado de um intensa pesquisa e criação realizadas através do projeto “Missão João das Neves – Em Busca de uma Nação Imaginada”, contemplado no 38º Edital da Lei de Fomento ao Teatro, que foi estruturado a partir da vida e obra do dramaturgo, diretor, ator e poeta João das Neves (1934-2018). Com o objetivo de revisitar os caminhos artísticos trilhados por ele a partir de uma série de ações compostas por rodas de conversa, leituras dramáticas, oficinas, vivências e a produção de um espetáculo inédito, o grupo buscou encontrar pistas de como podemos nos posicionar estética e eticamente no atual momento de nossa história.

Inquieto e profundamente interessado nas diferentes realidades e identidades brasileiras, João foi a nascente e o condutor de criações memoráveis como “O Último Carro” e “Primeiras Estórias”, na busca de um teatro genuinamente popular. Ele imaginava um mundo em que coubessem todos os mundos.

“Uma inspiração que ele trazia dos grandes movimentos revolucionários da América Latina e, para isto, aliava arte com consciência política, poesia com teatro de resistência” , finaliza o grupo.

Sobre João das Neves
Um dos fundadores do Grupo Opinião, ao lado de Ferreira Gullar, Vianinha e outros nomes importantes do teatro brasileiro, João das Neves foi um encenador e pensador do teatro contemporâneo da América Latina, que deixou como legado uma importante contribuição para a formação intelectual e estética de grupos teatrais de várias partes do Brasil, provocando discussões em torno das múltiplas linguagens e da necessidade de realizar um teatro político sem perder de vista a dimensão da beleza e da estética.

Reconhecendo-se nas diversas lutas culturais e políticas do país, João das Neves realizou sua jornada dirigindo uma infinidade de espetáculos por todo o Brasil, e trabalhando em projetos especiais na Alemanha, onde escreveu uma peça radiofônica.

Sobre a Cia. Paulicea de Teatro
Com 28 anos de existência, a Cia. Paulicea de Teatro sempre norteou sua pesquisa e suas obras a partir de materiais que promovessem um diálogo profundo com a cultura do Brasil e da América Latina, buscando refletir questões artístico-poéticas como espaço de confronto social e político.
Para a Cia., a função do teatro se caracteriza como uma ressignificação poética de nossas mais ricas manifestações culturais, para afirmação de nossa identidade e reflexão sobre o Brasil que temos e o Brasil que queremos, em um campo de investigação efetivo às estratégias da cultura de dominação e poder, reinventando assim, uma subjetivação através de novas formas de existência e resistência, principalmente em suas últimas montagens – “Relampião” (2012), espetáculo de rua criado em parceria com a Cia. do Miolo e “A Razão Blindada” (2016), texto de Arístides Vargas com tradução de João das Neves.

Ficha Técnica:

Dramaturgia: Solange Dias |Direção: Alexandre Kavanji e Solange Dias |Artistas Criadores: André Pastore, Cassio Castelan, Denise Guilherme, Dudu Oliveira, Edi Cardoso e Érika Coracini |Direção Musical: Léo Nascimento |Músicos: Cleiton Pellado, João Rocha e Mauricio Pazze| Preparação Corporal e Direção de Movimento: André Pastore |Provocadores: Luís Alberto de Abreu (Dramaturgia), Titane (Voz e Canto), Maurício Tizumba (Interpretação) |Cenário e Figurinos: Guto Togniazzolo |Assistente de Figurino: Ana Griz|Iluminação, Op. de luz e Adereços: Mauro Martorelli |Registro Fotográfico: Arô Ribeiro | Registro Audiovisual: Léo Xymox |Registro do Processo Criativo/Publicação: Natália Batista|Designer gráfico: Pedro Penafiel |Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini |Registro fotográfico: Arô Ribeiro | Direção de Produção: Iarlei Rangel |Produção Executiva: Maju Tóffuli |Assistente de Produção: Bina Oliveira

Texto disponibilizado pela produção do espetáculo.

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 23/03/2023 até 26/03/2023

Dias

qui a sáb 21h, dom 19h

Duração

80 minutos

Valor

Gratuito

Região

Centro / São Paulo

Teatro / Espaço

Espaço Cia da Revista
Alameda Nothmann, 1135, Campos Elíseos, São Paulo/SP - 01216001

Estacionamento

Cafeteria

Sim

Telefone

(11) 3791-5200

E-mail

producao@armazemciadeteatro.com.br

14

Classificação indicativa

Não apropriado para menores de 14 anos

Galeria de fotos
Fotos por Arô Ribeiro
Compartilhar em

Você pode se interessar

REALPOLITIK

O texto reflete o drama da Realpolitik no dia a dia do indivíduo. Após o rompimento de uma barragem com 150 vítimas, um jornalista confronta o CEO da empresa de mineração a MBS - Mineradora brasileira do Sudeste. O drama apresentado no texto busca entender o custo de uma vida no negócio das grandes corporações.

de 07/06/2024 a 30/06/202460 minà partir de R$ 50Em cartaz
  • Sexta20h
  • Sábado20h
  • Domingo17h
Teatro B32

PANO DE BOCA – A ÚLTIMA LEITURA

O texto é estruturado em três planos. No primeiro, dois personagens indefinidos, palhaços inacabados - Pagão (Francisco Silva) e Segundo (Cristiano Sales) -, reivindicam vida dentro da cabeça do autor, em crise criativa. No segundo, a atriz Magra (Dhiovana Souza) dialoga com alguém que não se vê sobre os acontecimentos que motivaram a desintegração de um grupo. E no terceiro, o próprio grupo tenta reabrir o teatro em uma reunião convocada por alguém não identificado. A peça se funde em uma discussão sobre a criação, a exclusão e o sagrado no teatro. Os atores transitam por linguagens diferentes como o realismo, o circo e um quase surrealismo, diferenciando os planos do texto, que fluem para um caminho único.

de 08/06/2024 a 30/06/2024110 minà partir de R$ 10Em cartaz
  • Quinta20h
  • Sexta20h
  • Sábado20h
  • Domingo19h
  • Quinta20h
  • Sexta20h
  • Sábado20h
  • Domingo19h
Teatro do Incêndio

ENGOLINDO MÁGOAS EM DOSES HOMEOPÁTICAS

A peça, “Engolindo Mágoas em Doses Homeopáticas”, conta a história de três mulheres que vivem em décadas distintas – 1949, 1989 e 2019. Diante de um tribunal, as personagens vão vivendo suas histórias ao mesmo tempo que respondem a um julgamento, traçando questionamentos e reflexões acerca da posição da mulher na sociedade. O espetáculo retrata as opressões, os abusos e as violências que as mulheres sofrem no seu dia-a-dia através de uma linha temporal.

de 21/06/2024 a 23/06/202460 minGratuitoEm breve
  • Sexta21h
  • Sábado21h
  • Domingo18h
Espaço dos Satyros

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.