Você está na cidade de:

CÃO VADIO

Sesc apresenta a premiada cia curitibana Trupe Ave Lola no espetáculo adulto CÃO VADIO

Numa viagem ao mundo do realismo fantástico através da linguagem do cabaré, a peça apresenta personagens que vivem às margens da sociedade, enfrentando questões atuais como migração, violência, intolerância e dificuldade de comunicação.

A música, executada ao vivo, é inspirada em canções da América Latina. As referências dramatúrgicas vão da literatura de Vargas Llosa, García Márquez e Borges, além de Shakespeare e Tchekov, às obras do artista visual Antonio Berni e notícias de jornais latinoamericanos.

Depois da temporada carioca, a trupe segue em turnê para a Dinamarca e para a Quadrienal de Praga, onde expõe a “Tenda Ave Lola”, selecionada para integrar a mostra na categoria “Espaços da Cena e Performance”. A tenda tem a concepção da diretora Ana Rosa Genari Tezza e foi desenvolvida pela cia em 2021 em Curitiba, no período da pandemia, para receber, de forma segura, espetáculos nacionais e internacionais.

CÃO VADIO, quinta obra da premiada Trupe Ave Lola, cia estável curitibana há 13 anos em atividade, convida o espectador a uma viagem pelo mundo do realismo fantástico através do cabaré. Com dramaturgia e direção de Ana Rosa Genari Tezza, no elenco de oito atores estão Ailén Roberto, Cesar Matheus, Eduardo Giacomini, Evandro Santiago, Helena Tezza, Marcelo Rodrigues, Olga Nenevê e Regina Bastos, além dos músicos Arthur Jaime e Breno Monte Serrat.

O espetáculo aborda temas atuais, como as questões migratórias e de fronteiras, a intolerância, a violência e a dificuldade de comunicação gerada pelas diferentes realidades sociais e seus personagens que vivem às margens. Uma reflexão sobre a natureza humana e suas condições em um mundo em constante mudança e conflito.

A dramaturgia original, que parte de uma pesquisa sobre o realismo fantástico presente na literatura latino-americana, se funde a trechos de obras de García Márquez, Borges, Vargas Llosa, e até mesmo Shakespeare e Tchekov.

A MONTAGEM

A encenação, repleta de humor, poesia e contundência, utiliza-se da linguagem do cabaré, com música executada ao vivo – que tem como ponto de partida canções da América Latina – e forte ênfase no trabalho corporal dos atores.

Há ainda o uso de bonecos, que interagem com os atores e o público, e variados elementos cênicos, com destaque para uma grande escada que tem funçao múltipla, transformando-se em portais, torres, abrigos, esconderijos e outros usos.

A Tenda AVE LOLA na quadrienal de praga

CÃO VADIO estreou em outubro de 2021, em Curitiba, na TENDA AVE LOLA, espaço ao ar livre concebido e construído pela trupe para uma volta aos palcos em segurança num momento ainda restritivo da Covid-19.

A tenda foi um teatro temporário de 150m2, ao ar livre, num lugar verde longe do centro. Ganhou roupagem de teatro, com tecidos pretos e tablados de madeira, e bandeirolas na fachada. A plateia era feita de pallets dispostos respeitando o distanciamento social. A tenda viabilizou a realização de três projetos com teatro, música e formação de plateia – espetáculos da própria trupe e espetáculos internacionais como “Solo for Two”, da companhia dinamarquesa Teatergruppen Batida, e o espetáculo “Frankenstein”, do grupo chileno Viajeinmóvil, com direção de Jaime Lorca.

O acesso à programação foi democratizado pelo sistema “Pague O Quanto Vale”, política adotada pela Ave Lola desde o seu início, e mais ainda diante do atual cenário de crise econômica e social no Brasil. O público atingico foi de aproximadamente 10.000 pessoas.

Pelo seu conceito, por ser uma realização capaz de receber as pessoas de forma segura durante um momento pandêmico, a “Tenda Ave Lola” foi selecionada para integrar a Quadrienal de Praga na categoria “Espaços da Cena e Performance”.

A Quadrienal de Praga (Prague Quadrennial – PQ), criada em 1967, é um evento mundialmente conhecido que acontece por duas semanas, a cada quatro anos, em Praga, República Tcheca. A mostra se propõe a trazer o melhor do design, da performance, cenografia e arquitetura teatral para a linha de frente de atividades culturais a serem vividas por profissionais, artistas emergentes e, também, pelo público em geral.

TRUPE AVE LOLA DE TEATRO

Ave Lola, além de ser um espaço de criação, é também uma trupe que sonha e trabalha coletivamente por uma fazer artístico, poético e humano. Fundada em 2010 por Ana Rosa Genari Tezza, que desenvolveu um espaço de empoderamento onde todos os cargos de liderança são ocupados por mulheres de diferentes idades.

Os processos da Trupe prezam pela insubordinação, pela liberdade, pelo inusitado. Ao longo dos últimos anos, a Ave Lola montou os espetáculos “O Malefício da Mariposa” (2012), “Tchekhov” (2013), “Nuon” (2016), “Manaós – Uma Saga de Luz e Sombra” (2019) e “Cão Vadio” (2021), premiados e indicadas a importantes prêmios do Paraná e do Brasil, tais como Gralha Azul, Shell, Cesgranrio. Os trabalhos já circularam por todo Brasil, incluindo cidades fronteiriças do extremo norte e também já estiveram em países como Chile e Dinamarca.

Ficha Técnica:

Dramaturgia e direção: Ana Rosa Genari Tezza
Direção musical: Arthur Jaime e Breno Monte Serrat
Elenco: Ailén Roberto, Cesar Matheus, Eduardo Giacomini, Evandro Santiago, Helena Tezza, Marcelo Rodrigues, Olga Nenevê e Regina Bastos
Músicos: Arthur Jaime e Breno Monte Serrat
Preparadora vocal: Babaya Morais e Paola Pagnosi
Preparadora corporal: Ane Adade
Iluminação: Beto Bruel e Rodrigo Ziolkowski
Figurino: Eduardo Giacomini
Assistente de figurino: Helena Tezza
Cenografia e adereços de cenário: Eduardo Giacomini
Confecção de bonecos e adereços: Eduardo Santos
Cenotécnicos: Fabiano Hoffmann, Anderson Purcotes Quinsler e Rene Augusto Barbosa
Direção de produção: Dara van Doorn e Elza Forte da Silva Carneiro
Produtor: Carlos Becker
Produção: Entre Mundos Produções Artísticas
Produção executiva: Laura Tezza
Comunicação: Larissa de Lima
Realização: Sesc Rio e Ave Lola e as Meninas Produções Artísticas
Assessoria de Imprensa local: JSPontes Comunicação – João Pontes e Stella Stephany

 

Texto disponibilizado pela produção do espetáculo.

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 06/04/2023 até 30/04/2023

Dias

qui a dom 20h30

Duração

105 minutos

Valor

R$30 (inteira) / R$15 (meia) / R$7,50 (associado do Sesc)

Região

Zona Sul / Rio de Janeiro

Teatro / Espaço

Sesc Copacabana
R. Domingos Ferreira, 160, Copacabana, Rio de Janeiro/RJ - 22050-012

Estacionamento

Cafeteria

Sim

Telefone

(21) 4020-2101

E-mail

falecomagente@sescrio.org.br

16

Classificação indicativa

Não apropriado para menores de 16 anos

Galeria de fotos
Fotos por Rafaela Scremin
Compartilhar em

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.