Você está na cidade de:

LINDY HOP: UM JAZZ PARA DANÇAR

That Swing Dance Company apresenta “Lindy Hop: um jazz para dançar” no Pátio Metrô São Bento

Neste espetáculo que, de forma irreverente e cênica, aproxima o público da cultura do jazz afro norte-americano, mostra que não somente é possível ouvir jazz, mas também dançar. Por meio de narração em off e uma narrativa surrealista a obra discorre ao longo das problemáticas do dançar e se expressar em público, as estruturas sociais da dança, e o potencial da expressão corporal de cada indivíduo, com uma linguagem extrovertida e educativa.

Ficha Técnica:

Idealização e Direção: Renato Lopes
Co-Direção: Tatiana Vinhais
Montagem Sonora: Renato Lopes
Narração: Tatiana Vinhais
Figurino: Gabriela Araujo
Cenário/Adereços: Gabriela Araujo
Produção: Renato Lopes e Gabriela Araujo
Elenco: Cesar Munhoz, Danilo Brun, Diego Groove, Renato Lopes, Suzana Ruiz e Vanessa Duarte Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 14/07/2023 até 14/07/2023

Dias

sex 12h

Duração

60 minutos

Valor

Grátis

Região

Centro / São Paulo

Teatro / Espaço

Pátio Metrô São Bento
Largo São Bento, 109, Centro Histórico de São Paulo, São Paulo/SP - 01029010

Estacionamento

Cafeteria

Sim

Telefone

(11) 3228-2851

E-mail

patio@patiosaobento.com.br

L

Classificação indicativa

Classificação Livre para todas idades

Galeria de fotos
Fotos por Divulgação
Compartilhar em

Você pode se interessar

MUTAÇÃO DE APOTEOSE

Terceiro sinal, CaciIda Becker se prepara para encarnar Euclides da Cunha, devorado, estraçalhado, parindo uma Cacilda Cósmica que viaja em uma onírica odisseia pelas Eras geológicas e teatrais. “mutação de apoteose” conta uma história de travessias e metamorfoses. É o teatro em estado de feitiçaria, é uma f(r)icção cósmica que contracena personagens humanas, não humanas, elementos e forças da natureza, seres encantados, oceano cretáceo e inteligência artificial, criando uma bomba de imaginação. São algoritmos antigos de insurreição da terra criando atmosferas de linha direta com o público, em contracenação com um algoritmo colonial. Com direção de Camila Mota e dramaturgia de Cafira Zoé, “mutação de apoteose” é um spin-off vertiginoso criado a partir das dramaturgias de “Os Sertões” e “Odisseia CaciIda”, de José Celso Martinez Correa e Teat(r)o Oficina, com cenas inéditas e outras paragens, celebrando os 65 anos da Cia e a direção de Camila Mota, primeira mulher a dirigir um espetáculo do Oficina, abrindo caminhos para outras direções, como de Marília Piraju e Mayara Baptista, em ritos e shows encenados. Com 100 pessoas na ficha técnica girando a máquina dessa uzyna, “mutação de apoteose” é um espetáculo musical em 2 atos, um acontecimento feiticeiro que opera o terreyro eletrônico na sua máxima potência, desejando acender estados de mutação de apoteose dentro e fora de nós.

de 12/04/2024 a 09/06/2024150 minà partir de R$ 45Em cartaz
  • Sexta20h
  • Sábado20h
  • Domingo18h
Teatro Oficina Uzyna Uzona

ALGUMA COISA PODRE

A história se passa em 1595, na Inglaterra, antes de Shakespeare escrever Hamlet, considerada sua obra de maior destaque. Na época em que acontecem os fatos, o dramaturgo já fazia enorme sucesso com Romeu e Julieta, entre outros trabalhos. Concorrentes do Bardo, Nick e Nigel do Rêgo Soutto precisam montar uma nova peça, mas a falta de criatividade para lançar algo que faça mais sucesso que os trabalhos de Shakespeare os deixa em apuros. Nick, o mais velho dos irmãos, resolve, então, consultar um vidente para saber qual será o maior sucesso dos palcos no futuro. É aí que Nostradamus – o sobrinho – prevê que o público vai adorar peças em que a história é apresentada por meio de canções, além de muita dança. O até então desconhecido musical. Além de satirizar o gênero, a peça fala sobre a crise criativa de autores, sobre o machismo que impedia mulheres de trabalharem, a religião usada como instrumento para repressão, além, claro, de homenagear a obra de Shakespeare. Tudo isso de maneira inteligente e engraçada. O espetáculo ainda traz muitas referências a outros musicais famosos e às obras do Bardo, inclusive o próprio Shakespeare como personagem, carinhosamente chamado de Will; a destemida e feminista Bea, esposa de Nick; o sobrinho de Nostradamus; além do religioso Irmão Jeremias, que não aprova os desejos de Portia, sua filha.

de 11/05/2024 a 09/06/2024130 minà partir de R$ 25Em cartaz
  • Sábado16h e 20h
  • Domingo15h e 19h
Teatro Sabesp Frei Caneca

ENQUANTO VOCÊ VOAVA, EU CRIAVA RAÍZES

No palco, os artistas não dizem nenhuma palavra. Nesse trânsito entre linguagens, os significados também se apresentam diversos e chegam ao público em camadas múltiplas e plurais. Um espetáculo sensorial entre sonho e realidade, em que o público é lançado a um emaranhado de sombras e luzes, diante do imensurável, da imensidão e do mistério do abismo.

de 10/05/2024 a 30/06/202455 minà partir de R$ 20Em cartaz
  • Sexta20h20h
  • Sábado20h20h
  • Domingo18h18h
  • Sexta20h20h
  • Sábado20h20h
  • Domingo18h18h
Teatro Vivo SP

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.