Você está na cidade de:

PARIS

Ministério da Cultura apresenta
‘Paris’ – Espetáculo de Jorge Takla e Anselmo Zolla.
Montagem, com a Studio3 Cia. de Dança, mescla dança, teatro, canto e vídeo-projeções

A obra de teatro-dança terá quatro apresentações no MASP Auditório: 22 e 23 de março, às 20h. No espetáculo, 13 bailarinos da Studio3 Cia. de Dança encenam o trabalho artístico de grandes personagens das artes do século XX, entre eles Stravinsky, Cole Porter, Chanel e Picasso, em meio a um cenário monumental e projeções de vídeo assinadas por Ronaldo Zero.

Conhecido nos grandes Teatros do país, Jorge Takla marcou a história dos palcos brasileiros e do mundo dirigindo óperas e musicais de estrondoso sucesso. O diretor encena agora ‘Paris’ junto à Studio 3 Cia de Dança, com direção coreográfica do renomado Anselmo Zolla, no dia 27 de fevereiro, segunda-feira, às 20h. A obra de teatro-dança desfila em uma coreografia surpreendente a arte de grandes personagens históricos da arte do século XX que viveram em Paris, tais como Vaslav Nijinsky, Igor Stravinsky, Cole Porter, Gabrielle Chanel, Isadora Duncan, Marlene Dietrich, Josephine Baker, Pablo Picasso, Tamara Karsavina e Boris Kochno, tendo como pano de fundo amores, polêmicas e eventos históricos (guerras, censuras, derrocadas) que marcaram sua arte.

Renata Pati assina a cenografia, os figurinos são de Fábio Namatame, a direção musical é de Felipe Venancio, a iluminação, de Joyce Drummond e as projeções, de Ronaldo Zero.

“A Studio3 Cia. de Dança tem como característica sempre trabalhar com um diretor cênico convidado. Sempre quis muito que o Takla viesse trabalhar conosco. Poder mergulhar nessa viagem, conhecer melhor esse universo permeado por grandes artistas em um trabalho muito delicado, com muita pesquisa e afinco, para mim, como coreógrafo criador é um presente e um privilégio”, diz Anselmo Zolla, coreógrafo e diretor artístico da Studio3 Cia. de Dança.

Jorge Takla, o diretor convidado, conta: “Embora Anselmo Zolla tenha coreografado vários espetáculos meus, como ‘Rigoletto’, ‘Sonho de Uma Noite de Verão’ e ‘Jesus Cristo Superstar’, é a primeira vez que trabalho com a Studio3”. E completa: “E é um prazer. Todos os bailarinos têm uma sólida formação técnica clássica e contemporânea e uma maturidade na vivência artística”.

Sobre a inspiração para o espetáculo, Takla afirma que interessava trabalhar com personagens que tinham marcado sua formação. O diretor viveu na cidade-luz quando seu pai foi embaixador do Líbano na França e, também, quando cursou arquitetura, entre 1968 e 1974. “Morei muitos anos em Paris e convivi com os trabalhos artísticos de todos esses nomes e seus ecos”, lembra o diretor, que criou um espetáculo em que o pano de fundo da guerra, da miséria e dos escândalos políticos não deixam de destacar a arte e a vida pulsantes durante o período.

Embora talvez menos conhecido do grande público, Boris Kochno, poeta, dançarino e libretista russo que viveu em Paris, é uma figura que amarra diversas ações e tramas dançadas pelos bailarinos. Ele é, segundo o diretor, o grande artista e cronista da vida artística do período que a encenação compreende, uma testemunha de muita arte e suas histórias de fundo. Amante de Cole Porter e personagem que teve contato artístico com diversos outros personagens da montagem, os personagens se imbricam em narrativas de vida, como é o caso de Chanel e Marlene Dietrich, amigas, ou Josephine Baker, que atuou como vedete, cantora e bailarina, primeira grande estrela negra das artes cênicas e importante figura na resistência francesa antinazista.

A queda e os tombos dos artistas em meio à monumentalidade de suas vidas e produção é uma imagem simbólica e corporal que se apresentará forte no trabalho. O cenário, monumental, conta com 3 muralhas de 7 metros que receberão projeções especiais de Ronaldo Zero. O figurino de Fábio Namatame reside entre o luxuoso e o onírico, o histórico e o contemporâneo.

Sobre o processo artístico, Takla festeja a possibilidade de ter trabalhado por seis meses junto aos bailarinos da companhia entre laboratórios e ensaios. “Foi uma alquimia muito intensa que resultou em um frasquinho de 60 minutos que o público vai poder agora conferir”. “Muito do que será apresentado nesse espetáculo, descobri por meio dos olhos de mademoiselle Chanel”, diz o encenador que já dirigiu Marília Pêra no papel da estilista e mecenas, mas também em ‘Víctor ou Victória’ e no papel de Maria Callas.

Espetáculo produzido com incentivo da Lei Rouanet.

Ficha técnica:

Jorge Takla, concepção e direção
Anselmo Zolla, direção coreográfica
Renata Pati, cenografia
Fábio Namatame, figurinos
Felipe Venancio, direção musical
Joyce Drummond, iluminação
Ronaldo Zero, criação de vídeos
Elenco Studio3 Cia. de Dança: André Neri, Artemis Bastos, Dilenia Reis, Fernando Rocha, Jefferson Damasceno, Joaquim Tomé, Jurandir Rodrigues, Kauê Ribeiro, Kênia Genaro, Mara Mesquita, Naia Rosa, Paula Miessa e Vera Lafer.
Relações Públicas/ Convidados: Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho
Assessoria de imprensa: Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho
Crédito das fotos: Leandro Menezes/ divulgação

Texto disponibilizado pela produção do espetáculo.

Detalhes da peça

Status

Encerrada

Temporada

De 22/03/2023 até 23/03/2023

Dias

  • Quarta
  • Quinta
  • Quarta
  • Quinta

Duração

60 minutos

Valor

Gratuito - Ingressos retirados na bilheteria 2 horas antes do espetáculo

Região

Centro / São Paulo

Teatro / Espaço

MASP Auditório
Avenida Paulista, 1578, Bela Vista, São Paulo/SP - 01310200

Estacionamento

Conveniado CAR PARK - Alameda Casa Branca, 41 - Bela Vista - São Paulo - SP

Cafeteria

Sim

Telefone

(11) 3149-5959

E-mail

auditorios@masp.org.br

10

Classificação indicativa

Não apropriado para menores de 10 anos

Galeria de fotos
Compartilhar em

Você pode se interessar

PALAVRA DE MULHER

O espetáculo canta e encanta, faz rir e faz chorar. Lucinha Lins, Tânia Alves e Virgínia Rosa emprestam corpo e voz a tantas outras mulheres de Chico de Buarque (que este ano completa 80 anos) para, num clima de cabaré, falar, por meio da música, de amores, dores de amores, esperança, solidão, encontros, desencontros, sedução, felicidade, força, abandono, liberdade, sonhos e conquistas. Para além da grande beleza e qualidade artística, o espetáculo traz a discussão sobre o universo feminino para o centro do palco.

de 25/05/2024 a 25/05/2024105 minà partir de R$ 25Em breve
  • Sábado21h
Teatro J. Safra

EPIFANIA

O propósito de movimento é resgatar a beleza e virtuose de saltos, giros e linhas do ballet clássico em um corpo do século XXI, com uma nova roupagem de vivência e bagagem da dança contemporânea, nesse contexto a pesquisa corporal inclui sincronismo aplicado em movimentos com desarticulação, quebra de linha de rigidez e técnica de chão, dentro de um padrão de continuidade anatômica. Assim, as sapatilhas de ponta se tornam ferramentas para a dança contemporânea. O cenário é composto por várias portas brancas com suas respectivas fechaduras, que conforme se encaixam, criam um desenho abstrato com formas e intenções diversas que representam as portas para captação de estímulos externos e acesso interno individual de cada pessoa.

de 07/06/2024 a 09/06/2024 minGratuitoEm breve
  • Sexta21h
  • Sábado21h
  • Domingo19h
Teatro Paulo Eiró

ENQUANTO VOCÊ VOAVA, EU CRIAVA RAÍZES

No palco, os artistas não dizem nenhuma palavra. Nesse trânsito entre linguagens, os significados também se apresentam diversos e chegam ao público em camadas múltiplas e plurais. Um espetáculo sensorial entre sonho e realidade, em que o público é lançado a um emaranhado de sombras e luzes, diante do imensurável, da imensidão e do mistério do abismo.

de 10/05/2024 a 30/06/202455 minà partir de R$ 20Em cartaz
  • Sexta20h20h
  • Sábado20h20h
  • Domingo18h18h
  • Sexta20h20h
  • Sábado20h20h
  • Domingo18h18h
Teatro Vivo SP

Inf Busca Peças

Data
Preço

Este website armazena cookies no seu computador. Esses cookies são usados para melhorar sua experiência no site e fornecer serviços personalizados para você, tanto no website, quanto em outras mídias. Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa Política de Privacidade

Não rastrearemos suas informações quando você visitar nosso site, porém, para cumprir suas preferências, precisaremos usar apenas um pequeno cookie, para que você não seja solicitado a tomar essa decisão novamente.